terça-feira, 10 de novembro de 2009

Pensamentos

Hoje eu pensei em escrever sobre o paraíso que conheci no penúltimo final de semana, precisamente no dia das Bruxas . Um paraíso real que, diferentemente do paraíso bíblico dos jardins do Éden, me fez compreender que pecado seria pensar neste paraíso como um pecado. Inclusive, pensei seriamente em tentar descrever este paraíso aqui...escrever sobre a força da lagoa, sobre as pedras lendárias, sobre o canto dos passarinhos, sobre a luz da fogueira de juncos, sobre o movimento dos ventos, sobre o pão caseiro, sobre o passeio de barco, sobre o pôr-do-sol mais belo já visto. Pensei até em me arriscar escrevendo sobre o encanto irresistível da lua cheia daquele 1 de novembro de 2009. Em resumo, pensei em tudo de bom, e porque não mágico, que faz de ITAPUÃ um paraíso. E...de repente notei algo em comum em todos estes meus pensamentos.

O constante nestes meus devaneios é a presença de um ser iluminado que esteve ao meu lado. A presença de uma menina e de uma mulher. De um útero que gesta vidas dotadas de coração, alma e mente. E ao mesmo tempo, de um bondoso coração, de uma alma transparente e de uma mente pronta a compartilhar/ensinar sobre o que brota de seu pensamento sempre fértil. O que permaneceu no meu pensar são suas duas mãos sempre estendidas e suas muitas palavras sábias, mesmo as debochadas. Seus dois olhos brilhantes e coloridos e suas duas pernas que andam sempre em frente.

O sentido de todos estes pensamentos emanados do paraíso é a presença da minha querida amiga e camarada, mãe e irmã Regina. Uma antiga semente que germinou um univero que, parafraseando Elis Regina, é um "dom, uma certa magia, uma força que nos aquece, uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta".

Por fim, acho que pensei em tudo isso porque percebi que de todos os frutos de Deusa-Mãe que estavam neste paraíso, Regina é o mais valioso deles.
Rê! Que tu estejas presente sempre que houver vida, neste ou em outros tempos. Mas sempre no paraíso para que eu possa te encontrar.


Ps: um outro olhar sobre este paraíso tu podes conferir no blog Regina, Regina:

Um comentário:

Regina Abrahão disse...

Não tenho palavras... meu filhomigo
Mick, sabe-se lá por que detalhe filho só de meu coração... Deusa-Mãe, que sabe das coisas sérias (sim, ela certamente não tem tempo para saber tudo e ver tudo, só o que é muito importante), que nos mantenha unidos, felizes, lúcidos, debochados e fazedores da boa política. Te amo de paixão!!!!!!!